07/01/2022
Dança

OLEIROS

Post Image

O município de Oleiros recebeu FÔLEGO no segundo dia de visita ao território, abrindo portas à conferência de imprensa na aldeia de Xisto de Álvaro – uma das poucas aldeias de xisto brancas e com um enorme património religioso. Em Orvalho, descobrimos a Fraga de Água d’Alta e no Miradouro do Cabeço do Mosqueiro conhecemos os cantares tradicionais do grupo Bombos do Gaio.

Situado no topo de uma das encostas serpenteantes do rio Zêzere, a aldeia do xisto de Álvaro, pertencente ao concelho de Oleiros, é uma aldeia que esconde um notável património religioso que vale a pena descobrir. Outro local imperdível em Álvaro é a sua praia fluvial.

A vila de Oleiros possui um vasto património cultural e religioso. Visitámos a igreja matriz, as ruas antigas da vila e fomos descobrir as portas decoradas por artistas nacionais.

No topo do Miradouro do Cabeço do Mosqueiro, a 660 metros de altitude, esperava-nos uma surpresa. O grupo Bombos do Gaio a atuar, num cenário inesquecível, rodeados pelas povoações do concelho de Oleiros. A não esquecer os passadiços do Orvalho e a Cascata da Fraga de Água d’Alta.